paises que exigem o ETIAS

Países que exigem o ETIAS: quais são e como solicitar a autorização de viagem

A partir de 2023, os países do Espaço Schengen passarão a exigir o ETIAS (Sistema Europeu de Informações e Autorização de Viagem) para que turistas de 62 países possam viajar em um período de até 90 dias para viagens de turismo, negócios ou trânsito. Mas você já sabe quais são os países que exigem o ETIAS?

Acompanhe o artigo abaixo e confira a lista dos países onde será obrigatório apresentar a autorização de viagem, quais não exigem o ETIAS e as principais diferenças em relação a outros vistos. Também descubra quais cidadãos devem solicitar o ETIAS, como funciona o processo e os documentos exigidos. Vamos lá?

Quais são os países que exigem o ETIAS

Os países do Espaço Schengen que vão exigir a inscrição no ETIAS antes de viajar são:

  • Alemanha;
  • Áustria;
  • Bélgica;
  • Dinamarca;
  • Eslováquia;
  • Eslovênia;
  • Estônia;
  • Espanha;
  • Finlândia;
  • França;
  • Grécia;
  • Hungria;
  • Holanda;
  • Islândia;
  • Itália;
  • Letônia;
  • Liechtenstein;
  • Lituânia;
  • Luxemburgo;
  • Malta;
  • Mônaco;
  • Noruega;
  • Polônia;
  • Portugal
  • República Checa;
  • San Marino;
  • Suécia;
  • Suíça;
  • Vaticano.

Quais países não exigem o ETIAS

Por outro lado, os países que não assinaram o acordo Schengen e, por isso, não exigem o ETIAS são:

  • Reino Unido;
  • Bulgária;
  • Croácia;
  • Chipre;
  • Irlanda;
  • Romênia.

Entenda os motivos da obrigatoriedade

Para quem ainda não sabe, o ETIAS é um sistema 100% eletrônico que irá permitir acompanhar visitantes de países que, atualmente, não precisam de visto para entrar na zona Schengen.

O ETIAS surgiu com o objetivo de combater o terrorismo e a imigração ilegal.

Em suma, a autorização tornará as viagens para os países que exigem o ETIAS menos complicadas e uma experiência muito mais segura, tanto para os turistas como para os moradores locais.

Outros motivos importantes para sua obrigatoriedade são:

  • Redução de procedimentos;
  • Menos tempo de burocracia para conseguir autorização para viajar entre os países;
  • Melhorar a gestão das fronteiras dos países da zona Schengen;
  • Auxiliar na detecção e redução de crimes e terrorismo;
  • Impedir a migração irregular;
  • Reforçar a política de liberalização de vistos da União Europeia.

Confira neste artigo como vai funcionar o ETIAS em 2023.

Quem vai precisar do ETIAS

Agora que você já sabe quais países exigem o ETIAS, é importante entender que a autorização de viagem é exigida a todos os cidadãos de países que atualmente podem entrar na União Europeia sem necessidade de visto.

Desta forma, são 62 países que vão precisar obter a autorização de viagem, obrigatoriamente. Confira a lista abaixo:

  • Albânia;
  • Antígua e Barbuda;
  • Argentina;
  • Austrália;
  • Bahamas;
  • Barbados;
  • Bósnia e Herzegovina;
  • Brasil;
  • Brunei;
  • Canadá;
  • Chile;
  • Colômbia;
  • Costa Rica;
  • Dominica;
  • El Salvador;
  • Geórgia;
  • Granada;
  • Guatemala;
  • Honduras;
  • Hong Kong;
  • Israel;
  • Japão;
  • Kiribati;
  • Macau;
  • Malásia;
  • Ilhas Marshall;
  • Ilhas Maurício;
  • Macedônia (Norte)
  • México;
  • Micronésia;
  • Moldávia;
  • Montenegro;
  • Nauru;
  • Nova Zelândia;
  • Nicarágua;
  • Palau;
  • Panamá;
  • Paraguai;
  • Peru;
  • Saint Kitts e Nevis;
  • Saint Lucia;
  • Saint Vincent;
  • Samoa;
  • Sérvia;
  • Seychelles;
  • Singapura;
  • Ilhas Salomão;
  • Coreia do Sul;
  • Taiwan;
  • Timor Leste;
  • Tonga;
  • Trindade e Tobago;
  • Tuvalu;
  • Ucrânia;
  • Emirados Árabes Unidos;
  • Estados Unidos da América;
  • Uruguai;
  • Vanuatu;
  • Venezuela.

É importante acompanhar o site oficial porque até o lançamento do sistema ETIAS em 2022, mais países podem ser adicionados à lista.

Confira neste artigo como vai funcionar o ETIAS para brasileiros em 2022.

paises que exigem o ETIAS e documentos para viajar

Diferenças em relação aos demais vistos

Também é importante ressaltar que o ETIAS é uma autorização para transitar por esses países, seja por motivos de turismo, negócios ou apenas trânsito. Portanto, não é considerado um visto. Para quem deseja estudar, trabalhar ou morar legalmente na Europa, será necessário solicitar o visto específico.

Essa autorização é obrigatória para países que não precisam de visto para viajar para a União Europeia. O ETIAS tem um processo muito mais rápido do que um visto, leva apenas alguns minutos, além ser 100% online.

Mas qual a diferença do ETIAS para os outros tipos de visto? Vamos explicar as características de cada um abaixo.

Visto Schengen

O visto Schengen é necessário para viajantes de todo mundo que não fazem parte da zona Schengen ou dos 62 países que têm autorização para viajar na região sem o visto. Esse visto permite que o visitante fique nos países-membro por até 90 dias.

A primeira diferença do visto Schengen com o ETIAS é na maneira que deve ser feito o pedido. O visto deve ser pedido em algum dos seguintes lugares:

  • Embaixada do país de destino;
  • Consulados do país;
  • Um centro de vistos para o qual a embaixada do seu país de destino terceirizou o envio de vistos;
  • A embaixada/consulado de outro estado Schengen ao qual a embaixada do seu país de destino terceirizou o envio de vistos.

Além disso, o visto Schengen possui uma taxa de 80€ (aproximadamente R$450), enquanto a taxa para o ETIAS é de apenas 7€ (cerca de R$40). Também, para o visto Schengen é necessário passar por uma entrevista e o resultado demora até 15 dias, sendo que existem casos que esse prazo pode se estender para 45 dias.

Visto de trabalho

O visto de trabalho é uma autorização para quem deseja trabalhar em um dos países do espaço Schengen. Com a permissão, o estrangeiro tem o direito de trabalhar e morar legalmente no país, enquanto durar o contrato de trabalho.

Para solicitar um visto de trabalho para qualquer país europeu deve ser paga uma taxa e apresentar os documentos específicos no Consulado.

Visto de estudo

Pessoas que pretendem estudar em um dos países do espaço Schengen precisam solicitar o visto de estudo. Esse visto é concedido para pessoas de todas as idades que vão realizar cursos de idiomas, graduação ou pós graduação no exterior.

Para solicitar o visto de estudos, é necessário apresentar uma carta de aceitação da instituição de ensino para a qual ele foi aceito, assim como uma prova de qualificação acadêmica.

Ainda, dependendo do país de destino, esse visto não permite que o viajante trabalhe. Em outros casos, é possível trabalhar por meio período, desde que não atrapalhe as horas de estudo. O ideal é que o estudante faça a solicitação quatro semanas antes da viagem ou no mínimo três meses.

Como solicitar o ETIAS

Para entrar nos países que exigem o ETIAS, é preciso solicitar a autorização com antecedência. Fazer esse processo é muito simples e pode ser feito pelo celular, tablet ou computador com acesso à internet.

Confira o passo a passo abaixo:

  1. Acesse o site oficial e preencha o formulário online com seus dados pessoais e dados do documento de viagem;
  2. Pague a taxa de 7€ (cerca de R$40) com seu cartão de crédito ou débito internacional;
  3. Se estiver tudo certo com o pagamento, você receberá o ETIAS por e-mail em apenas alguns minutos;
  4. Com o ETIAS aprovado, você poderá ficar na Europa durante um período de até 90 dias, sendo que o visto tem validade de três anos consecutivos.

É importante lembrar que menores de 18 anos não pagam taxa e precisam que a solicitação seja feita por seu responsável legal. Além disso, maiores de 70 anos também fazem a solicitação gratuitamente.

Com o ETIAS em mãos, você pode visitar outros países da Europa, desde que visite primeiro o país para o qual você solicitou a autorização de viagem. Por exemplo, se você fez a solicitação para Portugal, esse deve ser o seu primeiro destino.

No entanto, o fato de você possuir a autorização não garante necessariamente a sua entrada nos países que exigem o ETIAS, uma vez que essa é uma decisão das autoridades de cada fronteira.

Confira o passo a passo completo de como tirar o visto ETIAS.

Documentos exigidos para o ETIAS

Para solicitar a autorização e entrar nos países que exigem o ETIAS, o único documento exigido é um passaporte válido que deve conter informações como fotografia digital e número legível por máquina. Além disso, é preferível que se tenha o passaporte biométrico, já que eles são mais seguros.

No entanto, mesmo que a apresentação de outros documentos não seja obrigatória, é imprescindível conceder as informações verdadeiras e corretas, pois o ETIAS está conectado a muitos bancos de dados que podem verificar as informações em questão de minutos. Se as informações forem falsas ou erradas a autorização será negada.

Além disso, você precisa ter um cartão de crédito ou débito para pagar a sua solicitação e um e-mail válido para receber a autorização depois de aprovada.

Dicas finais

Agora você já sabe quais países exigem o ETIAS, pode planejar a sua viagem para a Europa com tranquilidade. Acompanhe o nosso site para conferir mais dicas.