ETIAS para mais de 90 dias: saiba se é possível e como solicitar

Viajar para a Europa, seja para turismo, estudar, trabalhar ou fixar residência certamente está nos planos de muitos brasileiros. No entanto, a autorização de viagem ETIAS, obrigatória a partir de 2023, permite que cidadãos brasileiros fiquem no Espaço Schengen por até três meses. Mas será que é possível conseguir o ETIAS para mais de 90 dias e ter mais tempo de aproveitar a viagem? 

Acompanhe o artigo abaixo e descubra algumas estratégias para conseguir permanecer na Europa por um período maior que os 90 dias estipulados pela autorização de viagem. Vamos lá?

É possível solicitar o ETIAS para mais de 90 dias?

Não. O ETIAS (Sistema Europeu de Informações e Autorização de Viagem) é um sistema 100% eletrônico que dá direito a visitantes de 62 países que, atualmente, não precisam de visto para entrar no Espaço Schengen, a viajar pela Europa por até 90 dias. Sendo assim, quem desejar visitar qualquer um desses países, irá precisar do ETIAS. 

Ao solicitar o seu ETIAS, depois de aprovado, o período de validade é de três anos ou até que expire o passaporte usado para sua solicitação, o que ocorrer primeiro. Durante este período, você pode viajar pelos países do Espaço Schengen por até 90 dias, por um período de 180 dias. Em outras palavras, dentro de seis meses, você tem 90 dias consecutivos ou não para visitar esses países.  

Após esse período, você pode voltar para o Espaço Schengen por mais 90 dias e assim sucessivamente até o vencimento de sua autorização. 

Não é possível prorrogar o ETIAS?

O principal objetivo do ETIAS é combater e apoiar a investigação de crimes terroristas e evitar a imigração ilegal nos países do Espaço Schengen. Dessa forma, a autorização tornará a viagem para a Europa mais fácil e proporcionará uma experiência mais segura para turistas e habitantes locais.

No entanto, para que tudo isso aconteça algumas regras são necessárias. Por isso, não é possível prorrogar o ETIAS para mais de 90 dias dentro do período determinado. 

Meu ETIAS venceu, e agora? Descubra o que fazer em nosso artigo.

Se eu quiser/precisar permanecer no Espaço Schengen, o que fazer?

Quem desejar continuar no Espaço Schengen depois de 90 dias deve solicitar algum visto que permita a entrada e permanência nos países do Espaço Schengen. Alguns exemplos são:

  • Visto Schengen de longa duração;
  • Visto de trabalho;
  • Visto de estudo;
  • Visto de negócios. 

Além disso, alguns países permitem que você solicite a prorrogação da estadia de visitantes. Por exemplo, Portugal permite que visitantes brasileiros solicitem prorrogações de sua estadia para que possam permanecer no país por mais 90 dias. 

No entanto, cada nação possui suas próprias regras. Por isso, para prolongar a sua estadia no país europeu onde pretende ficar, é necessário dirigir-se à embaixada ou consulado mais próximo e cumprir os requisitos de cada país para a extensão do visto. É importante ressaltar que, dessa forma, o visto serve apenas para o país solicitado. 

Assim que o ETIAS for encerrado, outra opção que pode ser considerada é um visto de longo prazo. Existem três países no Acordo de Schengen que podem solicitar vistos de longa duração (até 12 meses): França, Itália e Suécia. 

Mas como todo visto, deve ser solicitado com antecedência porque exige mais documentos para comprovar acomodação e renda.

Se eu não fizer isso, fico ilegal no país?

Você nunca deve permanecer na Europa com o ETIAS vencido ou sem algum visto que permita a sua permanência em algum país europeu. Se isso acontecer, além de ficar ilegal, se continuar fora do tempo especificado na autorização de viagem, você corre o risco de ser banido pela União Europeia por um a cinco anos. Em lugares como Reino Unido e Suíça essa punição pode chegar a até 10 anos. 

E não é só isso. Você também pode receber algumas penalidades, dependendo do país e do limite de tempo excedido. Além disso, dependendo da condição em que se encontra a pessoa ilegal, pode ser aplicada uma multa. O valor é variável e os dias de sanção serão definidos pelo juiz que julgou o processo.

ETIAS negado: saiba o que fazer.

Posso sair e entrar no Espaço Schengen para prolongar estadia com o ETIAS? 

A resposta é: Sim! Uma maneira de conseguir prolongar a estadia com o ETIAS para mais de 90 dias é planejando sua viagem de forma que você saia do Espaço Schengen em um determinado tempo. Vamos te explicar como. 

A melhor forma de viajar é combinar sua viagem entre os países do Espaço Schengen e os países que não fazem parte do acordo. Isso porque as regras de visto desses países são diferentes das regras de visto dos países ETIAS.

Assim como explicamos anteriormente, o ETIAS permite que você fique nos países do Espaço Schengen por até 90 dias em um período de 180 dias. Assim, você pode planejar seu itinerário de maneira que visite os países Schengen por 90 dias e depois ir a países fora do acordo por mais 90 dias, como o Reino Unido ou países do Leste Europeu.

Dessa forma, você cumpre o período estipulado de seis meses (180 dias) autorizado pela ETIAS. 

Após o período de seis meses, você pode usar a mesma autorização de entrada múltipla ETIAS para retornar ao Espaço Schengen por mais um período de 90 dias. Portanto, você pode legalmente permanecer na Europa por um ano sem ter que se inscrever para o ETIAS novamente. O mais importante é que essa estratégia é totalmente legal! 

No entanto, é importante lembrar que você não pode trabalhar porque isso violaria os regulamentos de visto para turistas de todos os países europeus.

Países que exigem o Etias

Países que precisam solicitar o ETIAS

Além do Brasil, cidadãos de 61 países devem solicitar o ETIAS:

  • Albânia;
  • Antígua e Barbuda;
  • Argentina;
  • Austrália;
  • Bahamas;
  • Barbados;
  • Bósnia e Herzegovina;
  • Brunei;
  • Canadá;
  • Chile;
  • Colômbia;
  • Costa Rica;
  • Dominica;
  • El Salvador;
  • Geórgia;
  • Granada;
  • Guatemala;
  • Honduras;
  • Hong Kong;
  • Israel;
  • Japão;
  • Kiribati;
  • Macau;
  • Malásia;
  • Ilhas Marshall;
  • Ilhas Maurício;
  • Macedônia (Norte)
  • México;
  • Micronésia;
  • Moldávia;
  • Montenegro;
  • Nauru;
  • Nova Zelândia;
  • Nicarágua;
  • Palau;
  • Panamá;
  • Paraguai;
  • Peru;
  • Saint Kitts e Nevis;
  • Saint Lucia;
  • Saint Vincent;
  • Samoa;
  • Sérvia;
  • Seychelles;
  • Singapura;
  • Ilhas Salomão;
  • Coreia do Sul;
  • Taiwan;
  • Timor Leste;
  • Tonga;
  • Trindade e Tobago;
  • Tuvalu;
  • Ucrânia;
  • Emirados Árabes Unidos;
  • Estados Unidos da América;
  • Uruguai;
  • Vanuatu;
  • Venezuela.

É importante acompanhar o site oficial do ETIAS porque, até o lançamento do sistema, mais países podem ser adicionados à lista.

Países que exigem o ETIAS

Atualmente, somente os países do Espaço Schengen exigem a inscrição no ETIAS antes de viajar. Portanto, para entrar nos 26 países do Acordo será obrigatório a autorização de viagem, são eles:

  • Alemanha;
  • Áustria;
  • Bélgica;
  • Dinamarca;
  • Eslováquia;
  • Eslovênia;
  • Estônia;
  • Espanha;
  • Finlândia;
  • França;
  • Grécia;
  • Hungria;
  • Holanda;
  • Islândia;
  • Itália;
  • Letônia;
  • Liechtenstein;
  • Lituânia;
  • Luxemburgo;
  • Mônaco;
  • Noruega;
  • Polônia;
  • Portugal
  • República Checa;
  • San Marino;
  • Suécia;
  • Suíça.
  • Vaticano.

Dicas finais

O ETIAS é obrigatório e permite que cidadãos de 62 países permanecem por até 90 dias no Espaço Schengen. Mas, para quem considera esse período muito curto para conhecer tudo o que a Europa tem a oferecer, é possível ficar mais tempo no continente legalmente.

Apesar de não ser possível solicitar o ETIAS para mais de 90 dias, existem estratégias que podem permitir que a pessoa fique por mais tempo na Europa. Mas atenção! Sempre busque os meios legais para que isso ocorra, a ilegalidade de forma alguma é recomendada.