ETIAS para Inglaterra: como solicitar e tipos de vistos

A Inglaterra é um país que encanta pela sua cultura, pontos turísticos e paisagens naturais. Mas é claro, para conhecer à Terra da Rainha, é preciso planejar bem o seu roteiro de viagem e providenciar alguns documentos. No entanto, com a obrigatoriedade do ETIAS em 2023 na Europa, é comum surgir a dúvida: é preciso solicitar o ETIAS para Inglaterra?

Acompanhe nosso artigo e descubra se o ETIAS será obrigatório para a Inglaterra. Também confira a documentação necessária para visitar o país e tipos de vistos ingleses.

É necessário o ETIAS para Inglaterra?

Atualmente, a Inglaterra não é um Estado-membro do Espaço Schengen, por isso não é preciso solicitar o ETIAS para Inglaterra. Essa mesma regra é válida para os demais países do Reino Unido como Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte.

Os brasileiros que pretendem viajar para a Inglaterra e permanecer no país por até seis meses não precisam pedir nenhum tipo de visto. Basta apresentar o passaporte válido e outros documentos como comprovação financeira, de hospedagem e seguro viagem.

Contudo, mesmo que o ETIAS para Inglaterra não seja necessário, você deverá solicitá-lo se quiser viajar para os outros países europeus porque a autorização de viagem será obrigatória em 2023 nos Estados-membros do Espaço Schengen.

Regras de vistos na Inglaterra

Os vistos na Inglaterra são obrigatórios para os estrangeiros que pretendem permanecer mais de seis meses no país. Ou seja, é uma alternativa ao ETIAS para Inglaterra e precisa ser solicitado por quem vai ficar um longo período no país.

A boa notícia é que o governo britânico emite vistos para objetivos diferentes como trabalho, estudo, casamento e até abertura de empresas. Cada tipo tem suas próprias regras e tempo de duração, saiba mais sobre cada um deles e escolha o ideal para você.

Vistos de trabalho

Os vistos de trabalho na Inglaterra são destinados para empregos de curta e longa duração. O Tier 5, por exemplo, é ideal para quem pretende trabalhar por tempo determinado e tem a duração de um ano, podendo ser renovado por mais dois anos.

O Tier 5 é indicado para atletas, voluntários, ministros religiosos, trabalhos agrícolas e temporários no país. Ele garante o direito do estrangeiro trabalhar, estudar e ainda levar membros da família para a Inglaterra.

Por outro lado, o visto Tier 2 é indicado para profissionais qualificados e tem uma duração maior, entre três até nova anos, podendo ser renovado. Esse visto é dividido em cinco categorias, sendo o General Worker o mais solicitado por abranger diferentes profissões.

Contudo, para solicitar esse visto, é necessário ter um contrato de trabalho ou de patrocínio firmado. Além disso, a fluência em inglês é essencial e você deve receber cerca de £30.000 por ano.

Vistos de estudo

O General Student Visa é o visto destinado para intercambistas, estudantes de pós-graduação ou de cursos com mais de seis meses de duração. Com ele, o estrangeiro pode estudar na Inglaterra e ainda tem o direito de trabalhar legalmente no país.

Os estudantes menores de 17 anos que desejam cursar o high school devem solicitar esse visto na modalidade para crianças. Tem duração durante o período do curso, mas no caso do geral, pode ser estendido e até garante a possibilidade o visto Tier 2 para trabalho.

Vistos para empreender

O governo britânico disponibiliza o visto Start-Up Visa ou Innovator para estrangeiros que pretendem empreender no país. Essa é uma maneira de atrair investidores e fortalecer a economia da Inglaterra.

O principal critério para ser aprovado é ter um plano de negócio validado por uma organização inglesa. Além disso, em alguns casos, é necessário comprovar que você possui o capital inicial para iniciar a empresa.

Em geral, o Stat-Up Visa é um visto de curta duração com validade de dois anos, sem renovação. Por outro lado, o Innovator tem duração de três anos, mas pode ser prorrogado por mais três anos.

Outros tipos de vistos da Inglaterra

Existem outros tipos de vistos na Inglaterra para finalidades diferentes, desde casamentos até refúgio no país. Saiba mais sobre eles:

  • Family visa: permite que os membros da família que estão no exterior possam morar na Inglaterra;
  • Marriage visa: visto especial para pessoas que irão casar com um cidadão inglês na Inglaterra;
  • Asylum visa: indicado para estrangeiros que precisam de asilo ou refúgio político na Inglaterra.

Onde solicitar o visto de permanência?

Atualmente, é possível dar entrada no visto de permanência na Inglaterra pela internet. Para tanto, basta acessar o site do gov.uk e fazer sua solicitação online. Em seguida, será necessário pagar a taxa de emissão de visto e agendar uma visita presencial no Consulado da Inglaterra no Brasil.

O prazo de autorização do visto varia de acordo com cada tipo e as demandas internas do Consulado. Mas, em geral, eles são emitidos em alguns meses caso não haja nenhum tipo de problema na documentação.

tipos de vistos na inglaterra

Critérios, requisitos e formulário do ETIAS

Embora o ETIAS para Inglaterra não seja necessário, você deverá solicitá-lo se planeja viajar para os outros países europeus. Isso porque, essa autorização de viagem será obrigatória em 2023 nos Estados-membros do Espaço Schengen. Se você não apresentá-la no desembarque, corre o risco de ter sua entrada negada.

Veja a seguir quais são os principais requisitos, taxas e como solicitar o ETIAS em 2023 e planeje-se.

Requisitos

O ETIAS deve ser solicitado pelos cidadãos dos 64 países que, atualmente, não precisam de visto para entrar na Europa, inclusive os brasileiros. A autorização é válida apenas para viagens de turismo, profissionais ou de trânsito com duração máxima de 90 dias dentro de um prazo de 180 dias.

Como não há limite de idade, o ETIAS deve ser solicitado por viajantes bebês até idosos. Também é importante que os requerentes cumpram com os seguintes pré-requisitos:

  • Passaporte válido, com validade de seis meses após o regresso ao Brasil;
  • Cartão de crédito ou débito internacional;
  • E-mail válido;
  • Pagamento da taxa do ETIAS no valor de 7 €, exceto para crianças menores de 18 anos.

É importante lembrar que o sistema entrará em vigor em 2022, mas será obrigatório apenas em 2023. Embora o ETIAS para Inglaterra não precise ser solicitado, você deverá emitir a autorização para poder viajar pelos outros países europeus.

Confira aqui a lista completa dos países que precisam solicitar o ETIAS.

Formulário

Para solicitar o ETIAS, o requerente deverá preencher um formulário online em menos de 10 minutos. A expectativa é que a solicitação seja a mais simples possível, sem a necessidade do envio de documentos ou entrevistas.

No formulário, será preciso informar seus dados pessoais, acadêmicos e até de viagens. Veja a seguir, alguns dados que podem ser solicitados.

  • Nome completo, data de nascimento e nacionalidade;
  • Endereço de residência atual;
  • Número do passaporte válido;
  • E-mail válido e número de telefone para contato;
  • Educação e experiência profissional;
  • Histórico de viagens para países em situação de guerra ou deportações;
  • Histórico de saúde.

As informações do formulário serão analisadas pelos bancos de dados de segurança europeus. Portanto, é importante preencher o formulário com informações verídicas e sem erros. Qualquer inconsistência pode ser motivo para a negação do visto ETIAS.

Se o ETIAS for aprovado, a autorização será enviada para o e-mail informado no formulário em até 72 horas. Em caso de negativa, o requerente receberá um e-mail com o motivo da decisão e poderá recorrer.

Documentos para Inglaterra

Mesmo não sendo preciso tirar o ETIAS para Inglaterra, os viajantes precisam providenciar outros documentos para viajar para à terra da rainha. Confira a seguir uma lista do que você precisa apresentar para a imigração no aeroporto:

  • Passaporte válido, com validade mínima de três meses após o regresso ao Brasil;
  • Comprovante de hospedagem, seja uma reserva no hotel ou carta-convite de um morador local;
  • Comprovante financeiro com quantia que demonstre sua capacidade de permanecer no país;
  • Contrato de trabalho temporário ou matrícula em curso, se for o caso, com prazo menor de seis meses;
  • Seguro viagem com cobertura mínima de 30.000 euros, embora não seja obrigatório é importante contratar.

No entanto, se a sua estadia na Inglaterra for maior que 180 dias, você deverá apresentar o visto de permanência no momento do desembarque.

Para saber quais são os documentos para emitir o visto, vale a pena acessar o site do Gov.uk e ver a lista para cada tipo de visto.

Só para Inglaterra ou para outros países?

Até o momento, não é preciso solicitar o ETIAS para Inglaterra, Escócia, País de Gales, Irlanda do Norte e Irlanda. A regra também se estende para outros países europeus como a Bulgária, Croácia, Chipre e Romênia. Mas é importante ficar atento as mudanças das regras até 2022, quando o sistema entrar em vigor.

Por outro lado, os países que exigem o ETIAS são:

  • Alemanha;
  • Áustria;
  • Bélgica;
  • Dinamarca;
  • Eslováquia;
  • Eslovênia;
  • Estônia;
  • Espanha;
  • Finlândia;
  • França;
  • Grécia;
  • Hungria;
  • Holanda;
  • Islândia;
  • Itália;
  • Letônia;
  • Liechtenstein;
  • Lituânia;
  • Luxemburgo;
  • Malta;
  • Mônaco;
  • Noruega;
  • Polônia;
  • Portugal
  • República Checa;
  • San Marino;
  • Suécia;
  • Suíça;
  • Vaticano.

Dicas finais

O ETIAS para Inglaterra não é obrigatório, mas se você for viajar para outros países europeus, será preciso solicitar a autorização com antecedência. Acompanhe nosso site e fique atualizado sobre as novidades do ETIAS e também aprenda como pedir o seu visto.